O atacante Mohamed Salah teria ameaçado deixar o Liverpool caso o clube inglês contrate o centroavante israelense Moanes Dabbur, que vive boa fase no Red Bull Salzburg, da Áustria, conforme informou o jornal “Jerusalem Post”.

O motivo que faria Mohamed Salah , muçulmano, sair do Liverpool é o conflito existente entre os países árabes (com os quais o jogador se solidariza) e Israel . Os problemas diplomáticos fazem, inclusive, com que alguns sequer reconheçam a existência do país.

A publicação lembrou também um episódio ocorrido em 2013, quando o jogador egípcio, que ainda defendia o Basel, da Suíça, se recusou a dar as mãos para os jogadores do Tel Aviv, de Israel, antes do início da partida. Na ocasião, Salah contestou que o fato tivesse qualquer motivação política.

Fontes próximas ao jogador, porém, negaram as notícias publicadas pela imprensa israelense – as quais logo se tornaram o grande destaque na mídia britânica nesta quarta-feira (26).
De acordo com essas pessoas, Salah “está focado apenas em jogar futebol” e “não tem qualquer interesse ou não exerce influência sobre quem o Liverpool tem vontade de contratar”.

Caso a informação seja verdadeira, o Liverpool terá uma dor de cabeça das grandes, já que o atacante israelense vive grande fase.
Desde a temporada 2017/18, Moanes Dabbur marcou 47 gols em 82 partidas pelo Red Bull Salzburg. Naquela temporada, Mohamed Salah anotou 44 gols em 52 jogos pela equipe inglesa, que espera poder contar com os dois no próximo ano.

Fonte: Esporte – iG @